sábado, 7 de julho de 2012

o menino sofria de imensidão. engaiolado. o seu aroma corroía as grades. as grades emprestavam ao rio o medo. o medo voava pela cidade. um dia o rio viveu

Um comentário:

  1. e o menino seguiu com medo?

    ou afogou-se na sua imensidão?

    beijo

    ResponderExcluir

eu não sonhei, sonhei.